Que bom que você está aqui!

Olá,

Você está em um blog dedicado à Educação Física como prática escolar: história, presença em escolas, relação com a cultura.


Seu nome, OmniCorpus, tem aqui o sentido de acentuar um dos princípios fundamentais de uma prática de Educação Física na escola que se pretenda enriquecedora da experiência humana: Todos os Corpos humanos interessam à Educação Física e merecem o seu acolhimento.


Aqui, você é convidado(a) a navegar em páginas interessantes relacionadas à Educação Física. Mas, não é "só" Educação Física: há muita cultura, ciência, museus, bibliotecas, jornais, revistas... e diversão e arte também!

Entre, curta, navegue à vontade...

  • Um carinhoso abraço, Tarcísio.

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

CONFEF/CREF em MG, 9 ANOS DEPOIS: DOIS CRIMES DE LESA-ÁREA DE EDUCAÇÃO FÍSICA

CONFEF/CREF em MINAS GERAIS, 9 ANOS DEPOIS: dois crimes de lesa-Educação Física.

Neste dia 01 de setembro completam-se 9 anos de criação do Sistema CONFEF/CREF. Aproveitando a ocasião, nos próximos dias comentarei aqui no OMNICORPUS o que considero crimes de lesa-Educação Física praticados pelo CREF em Minas Gerais, porque mais trouxeram prejuízos que soluções para a área:

1. Em Minas Gerais, o Sistema CONFEF-CREF banalizou a formação e o exercício profissionais em Educação Física ao produzir a figura dos profissionais provisionados. Paradoxalmente, fez isso amparado em dispositivos legais (que, como qualquer criação humana, merecem questionamentos). Como sabemos, nem tudo o que é produzido sob o abrigo de uma lei é necessariamente a melhor escolha, muito menos uma escolha legítima, e que ofereça soluções pertinentes aos problemas vividos na área. Neste caso, houve mesmo agravamento de um reconhecido problema (pessoas sem formação atuando na área), com essa escolha feita pelo Sistema: é que agora tem-se também pessoas sem formação atuando na área portadoras do título de profissionais provisionados de Educação Física (ou alguém acredita que houve algo que mereça o nome de formação naqueles, digamos, cursos?).

Essa é uma criação de inteira (i)responsbilidade do CREF. E havia outras escolhas possíveis.

2. Em Minas Gerais, o Sistema CONFEF-CREF vem intervindo no campo da EDUCAÇÃO sem ter amparo legal para isso, como suas próprias autoridades certamente sabem. E essa intervenção vem sendo danosa aos professores licenciados em Educação Física: é o seu DIREITO DE SER PROFESSOR, E DE EXERCER SUAS ATIVIDADES COMO TAL, QUE VEM SENDO CERCEADO PELO CREF, com exigências desprovidas de amparo legal. Como é sobejamente sabido e conhecido, o campo da educação escolar NÃO ESTÁ SUBMETIDO A CONSELHOS PROFISSIONAIS, de nenhuma natureza, pois tem regulamentação própria, e órgãos públicos próprios para dele cuidar. Trata-se de atropelo de um direito: o de ser PROFESSOR.

Particularmente doloroso é saber que as autoridades do CREF, em Minas Gerais, são PROFESSORES LICENCIADOS EM EDUCAÇÃO FÍSICA.

Disso resulta, então, a seguinte situação: o mesmo órgão que produz os profissionais provisionados (e permite sua existência e atuação), cercea e constrange os professores licenciados em Educação Física de atuar na área.

É por isso que venho me perguntando: quem vai proteger a Educação Física do órgão que teria nascido para defendê-la?

O CONFEF-CREF NÃO RESOLVE PROBLEMAS QUE A EDUCAÇÃO FÍSICA NÃO TINHA ANTES DE SUA EXISTÊNCIA.

E, ao contrário do ditado, não há nada de cômico nisso. É somente muito trágico mesmo.

Retomarei o assunto.

E você, PROFESSOR, o que pensa?

3 comentários:

Diego disse...

Pra quem quiser maiores informações e ajudar a mudar essa realidade.

www.mncr.rg3.net - Movimento Nacional Contra Regulamentação


FORA CONFEF!!!

Contra privatização da cultura corporal!

Camila disse...

Adorei este texto: de fato, eles ignoram que os professores com licenciatura nem precisariam a carteirinha do CREF, muitos, como eu, têm a do MEC.
Ignoram também um diploma, uma formação acadêmica.
E ainda: quem é filiado - e muitas vezes se filiou porque algum patrão pediu quando trabalhou em clube ou academia - quando vai trabalhar em escola ao pedir desligamento precisa assinar um formulário: que diz que a pessoa não exercerá sua profissão enquanto estiver desligado do CREF!!!
Tem este formulário (para desligamento) no site do CREF-SP. É um absurdo!! É inconstitucional!!
Você anula o MEC, o seu diploma e sua formação por não querer participar de um conselho de classe?

Fabrício disse...

Bom dia a todos colegas professores de educação física,reforçando o que a colega Camila disse, também concordo, licenciados não tem que dar satisfação pra conselho nenhum, e aproveito pra tirar uma pequena dúvida, se alguém puder me responder fico feliz e grato, sobre a condição de sermos licenciados e quase que forçados a nos registrarmos no CREF em determinadas situações, queria saber se algum colega me informa em qual orgão, imagino que o MEC seria o responsável por me resguardar e fazer as vezes do CREF como responsável pelo meu setor de trabalho, logo acima nossa amiga Camila fala da carteirinha do MEC, alguém se possível me informe sobre a mesma, pois,o CREF do meu estado tem sido maldoso e malicioso com nós licenciados,pois, tem cobrado taxas(multas)para registros no conselho como licenciado, creio que não devo satisfação a ninguém a não ser o MEC,então,caso alguém tenha qualquer informação sobre minha dúvida agradeço,comunique pelo email : leugarcia@hotmail.com

obrigado e abraço a todos!